Eventos em Andamento

Instituto Jequitibá: Projeto Ambiental Viveiros Educadores

O “Projeto Ambiental Viveiros Educadores” contempla a construção e a manutenção de um viveiro de mudas, plantios e a educação ambiental de crianças, jovens e adultos.

 

 

Um dos objetivos do Instituto Jequitibá é desenvolver o “Projeto Ambiental Viveiros Educadores”, que contempla a construção e a manutenção de um viveiro de mudas, plantios e a educação ambiental de crianças, jovens e adultos.

Com base no tripé da sustentabilidade – socialmente justo, ambientalmente correto e economicamente viável – esse projeto permitirá a produção de 13.000 mudas de espécies arbóreas nativas e exóticas que, dentro de um ano, poderão ser utilizadas para recompor áreas de preservação permanente (APP) e matas ciliares, realizar a criação e manutenção de parques, jardins e praças, além da possibilidade do seu uso em programas de arborização urbana, de acordo com o Guia de Arborização Urbana de Campinas - GAUC.

A educação ambiental será utilizada como base do processo de transformação dos valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação e melhoria do meio ambiente, utilizando temas como: consumo consciente, uso racional de recursos naturais, sustentabilidade, entre outros.

Em suas diversas possibilidades, a educação ambiental é uma ferramenta que abre espaço para repensar práticas sociais e o papel do educador como mediador, transmissor e facilitador de um conhecimento necessário para que os indivíduos adquiram uma base adequada de compreensão essencial ao meio ambiente local e global. Sua meta é difundir a importância da responsabilidade de cada um, buscando a construção de uma sociedade mais eqüitativa e ambientalmente sustentável.

O projeto será desenvolvido em parceria com duas outras entidades de Campinas. A primeira delas, a Instituição Padre Haroldo, é o local onde o projeto será desenvolvido juntamente com crianças, jovens e adultos. Todos os participantes irão acompanhar as etapas de produção das mudas arbóreas no viveiro e participar de oficinas de Educação Ambiental e oficinas de música com instrumentos produzidos com material reutilizado. A outra entidade é o Movimento Resgate o Cambuí, que receberá 6.000 mudas produzidas no projeto para plantio de acordo com o “Projeto Cambuí Verde”. As outras 7.000 mudas serão destinadas ao plantio em Souzas.

 

Início: 17 de setembro de 2012.

Término: 20 de Setembro de 2013.

 

 
 
 

    

         

 

Voltar