notícias

22/10/2014

Ativistas denunciam morte de mais de 800 pessoas em Kobane

Na cidade síria de Kobane, o número de vítimas dos combates ultrapassou as 800, segundo informa este domingo o Observatório para os Direitos Humanos na Síria.

Os defensores dos direitos humanos estimam que as hostilidades tenham morto 481 extremistas do Estado Islâmico (EI) e 313 milicianos curdos, causando a morte, além disso, de 21 civis. As estimativas do Observatório não tomam em conta os militantes do EI eliminados na sequência dos ataques aéreos da coalizão internacional.

Anteriormente, o Pentágono informou que os ataques aéreos na área de Kobane mataram centenas de militantes jihadistas.

Os combates pela cidade de Kobane, localizada perto da fronteira com a Turquia, começaram em 16 de setembro. A cidade tem grande importância estratégica para o grupo EI, já que a captura desta lhes permitirá assumir o controle sobre um grande troço da fronteira sírio-turca.

Fonte: Voz da Rússia